ICDF- Instituto de Cardiologia do Distrito Federal FUC- Fundação Universitária de Cardiologia
(61) 3403-5400
Marcação de Consultas/Exames
Tel: (61) 3451-1000

Na manhã desta quinta-feira (23/01) a Superintendente do ICDF, Dra. Nubia W. Vieira esteve em evento no Palácio do Buriti para apresentação do Balando das Ações da Secretária de Saúde do Distrito Federal no ano de 2019 ao governador e à população do DF.

O Instituto de Cardiologia do Distrito Federal – ICDF é uma instituição filantrópica (privada sem fins lucrativos) que presta um serviço complementar à Secretaria de Saúde do DF (SES-DF), realizando atendimentos de alta complexidade cardiovascular e transplantes de órgãos à pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS).

O evento reforçou a integração entre a SES-DF, o ICDF, Hospital da Criança de Brasília (HCB) e o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGES-DF) visando oferecer um atendimento contínuo a população do DF.  

Dra. Nubia Vieira apresentou os números de atendimentos realizados no ICDF no ano de 2019 (Veja nas imagens). Outros pontos relevantes que merecem destaque foi o fortalecimento do programa de transplante renal que permitiu redução do número de hemodiálises realizadas em adolescentes no DF e a reestruturação do programa de transplante de medula óssea com resultado já expressivo.

Ao final da apresentação a superintendente do ICDF divulgou as metas da instituição para o ano de 2020 com três frentes de trabalho principais:

1-Programa “Coração Valente”: Fortalecimento dos atendimentos da cardiologia pediatria com o desenvolvimento de uma linha de cuidados desde o diagnóstico fetal, acolhimento das mães por equipe multidisciplinar orientando-as até o nascimento do bebe e implantando a linha de cuidados de cardiopatia congênita.

2- Programa todos pela Insuficiência Cardíaca: Fortalecer o diagnóstico do paciente com Insuficiência cardíaca e direcioná-lo corretamente para o atendimento e acompanhamento no ICDF.

3- Programa MENOS hemodiálise MAIS transplante Renal: Fortalecer o protocolo do programa de transplante renal, permitindo que mais pacientes possam ser avaliados e inseridos em lista para transplante de órgão possibilitando a redução de hemodiálise, melhor qualidade de vida para o paciente.

A expctativa do Instituto é poder alcançar essas metas ainda nesse 11º ano de parceria com Ministério da Saúde (MS) e com o Governo do Distrito Federal (GDF), por meio da SES/DF, possibilitando assim, ampliar as frentes de trabalho para outras programas em prol da população.